TIE-Brasil
19/11/2017
Cadastre-se | Esqueci a senha!
Nome: Senha:

Notícias(Janeiro/2008)

(clique para ver todas)

Russia: Ford apresenta nova proposta e trabalhadores decidirão em votação secreta
Clique aqui para ampliar
Depois de uma greve que durou 4 semanas entre novembro de dezembro de 2007 e mais um mês de negociações com o Sindicatos do Trabalahdores na Ford-Rússia, a direção da transnacional norte-americana resolveu apresentar uma nova proposta aos Trabalhadores com aumentos salarias de 16 a 21% dependendo da faixa salarial.

Segundo a nova proposta o piso salárial será 19.000,00 rublos (cerca de R$ 1380,00, em 30.01.2008), sendo que o salário médio pago na filial russa ficará em torno de 25.586,00 rublos (cerca de R$ 1860,00). A empresa, acatando uma série de reivindicações sindicais, também oferece alguns benefícios tais como refeições gratuitas, criação de um fundo de pensão, prêmios por tempo de serviço variando entre 5.000,00 e 10.000,00 rublos (R$ 364,00 a R$ 728,00), além de um novo sistema de pagamento para trabalho extra realizado por combinação de tarefas.

Aleksei Etmanov, presidente do Sindicato, informou que a resposta da entidade depende do resultado da votação secreta iniciada às 00:00 h de 01 de fevereiro (19:00 h de 31.01 pelo horário de Brasília). A votação acontecerá nos três turnos de Trabalho possibilitando a todos os Trabalhadores na Ford expressarem sua oipinião. Etmanov disse que o sindicato divulgará os resultados na próxima segunda-feira.

A imprensa russa afirma que a Ford está comprando tranquilidade porque há uma falta de quadros especializados para trabalhar na indústria automobilística russa.
Enviada por Sérgio Bertoni, às 20:45 31/01/2008, de Curitiba, PR


Metalúrgicos dão 72h para Renault recuar na perseguição a sindicalistas
Clique aqui para ampliar
SOLICITAMOS A TODOS OS COMPANHEIROS QUE CONTINUEM REPASSADO AS AUTORIDADES E A TODA A SOCIEDADE ORGANIZADA, O DESRESPEITO DA RENAULT DO BRASIL COM A LEGISLAÇÃO E A OPRESSÃO AO DIREITO SAGRADO DE DE SE ORGANIZAR EM SINDICATOS OU ASSOCIAÇÕES PARA DEFENDER SEUS DIREITOS. NÃO PODEMOS NOS CALAR, TEMOS QUE AGIR COM MÕES DE FERRO CONTRA TODA FORMA DE REPRESSÃO.

ABAIXO O CHICOTE...QUEREMOS LIBERDADE SINDICAL JÁ!

Empresa quer demitir quatro lideranças sindicais que organizaram assembléia na qual hora extra no sábado (19) foi rejeitada

Em assembléias realizadas nesta semana pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC), os 3,5 mil metalúrgicos da Renault deram prazo de 72 horas para a empresa recuar na perseguição aos quatro líderes sindicais que militam dentro da montadora.

Na última sexta-feira (18), foi feita assembléia na qual a realização de horas extras no sábado foi rejeitada por unanimidade. Como represália, nesta segunda a Renault afastou os representantes sindicais e abriu processo investigatório contra os quatro, já preparando uma demissão por justa causa.

Não é a primeira vez que a montadora tenta atingir a organização dos trabalhadores, contrariando dispositivos da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Em janeiro do ano passado ocorreu o mesmo com outro representante sindical da Renault. Após mobilização e protesto dos trabalhadores, ele foi reintegrado.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka, denuncia que, pela lei, a empresa nem poderia estar convocando horas extras. O intervalo de almoço na Renault é inferior a uma hora e isso é legalmente incompatível com a realização de trabalho adicional. "O excesso de horas extras na montadora está aumentando a incidência de doenças ocupacionais, e isso nem o Sindicato nem os trabalhadores vão permitir", afirma Butka.

Uso indevido da Guarda Municipal

No mesmo dia em que os metalúrgicos decidiram não fazer hora extra no sábado, membros da Renault ligados às chefias e à diretoria telefonaram para os trabalhadores ameaçando o emprego de quem respeitasse a decisão da assembléia. Já prevendo isso, o SMC foi à porta de fábrica no sábado para se certificar de que os trabalhadores não trabalhassem coagidos por ameaças. Embora o movimento tenha sido pacífico, diretores do Sindicato ficaram surpresos com a grande quantidade de viaturas e membros da Guarda Municipal de São José dos Pinhais, que tentaram nitidamente intimidar a ação das lideranças sindicais e dos trabalhadores.

Todo o episódio foi filmado e pode ser visto no site do SMC, no www.simec.com.br

A diretoria do Sindicato vai encaminhar hoje um ofício solicitando explicações à Prefeitura de São José dos Pinhais.

"O objetivo da Guarda Municipal é defender o cidadão e patrimônio da cidade, e não atuar contra a organização dos trabalhadores, seja em que cidade for", afirma Sérgio Butka.
Enviada por Robson Jamaica, às 22:57 30/01/2008, de Curitiba, PR


Sindicalistas franceses se solidarizam com brasileiros demitidos pela Renault
Buenas tardes Robson,

Despues del Bureau restrijido del Comité de hoy, hemos denunciado la situacion inaceptable de suspenso por tiempo indeterminado de los 4 companeros sindicalistas de CURITIBA.

En reunion, la Direccion ha rechazado de explicar y justificar las sancciones diciendo que es un problema especifico lo que no afecta el papel del Comité de Grupo. Todo el Bureau ha decidido de enviar una carta a la Direccion General de RENAULT para denunciar esta situacion.

Una delegacion del Bureau debe en acuerdo con vosotros salir a CURITIBA para apoyar vuestra accion sindical y encuentrar la Direccion de BRASIL para poner un punto final a esta represion sindical inadmisible.

Un saludo muy cordial y sindical,

Emmanuel COUVREUR
Secretario adjunto CFDT
Enviada por Robson Jamiaca, às 06:16 25/01/2008, de Curitiba, PR


Brasil: Renault demite delegados sindicais
Ao que tudo indica a Renault do Brasil se transformou numa terra sem leis, onde o capitalismo selvagem esta acima até mesmo da legislação. A empresa é quem não cumpre a lei e quem é penalisada é a delegação sindica, que no exercício legal de sua representação tenta fazer valer um decisão dos trabalhadores em assebléia em não fazer horas extras..Quem está errado? Quem não esta cumprindo a lei?

Não bastasse retroceder nas condições de trabalho, agora a Renault Rasga a Declaração dos Direitos Sociais e Fundamentais, que ela mesmo prega aos quatro cantos do mundo e demite os quatro delegados sindicais que fizeram valer a vóz do trabalhador. Como se não fosse o bastante também já comunicou ao sindicato de forma não oficial que quer a dissolução da represenação interna, ou seja, acabar com a organização sindical no local de trabalho.

A delegação sindical esta acampada em porta de fábrica e não vamos sair até que e Renault reverta as demissões e aceie o retono dos sindicalistas para a fábrica sem retalhação de suaatação sindical.

Companheiros é hora da mobilização, de respondermos a altura a intrasigência da Renault, de nos unir-mos para dizer não a repressão, a escravização e ao desrespeito da liberdade sindical.

Temos que mostrar nesse momento a força das organizações sindicais, que indepemdente de Central, Federação, Confederação ou Sindicatto façamos parte, o direito de representação e de organização no local de trabalho deve ser mantido e respeitado.

Companheiros sabemos que nossa batalha não será fácil, sabemos do potêncial atômico que estamos enfrentando ao tentar fazer valer os direitos dos trabalhadores frente a Renault do Brasil, mas tenham certeza companheiros, não vamos fraquejar, não desisteremos jamais.

Temos a certeza de não estar só nesta luta, confiantes no apoio de cada companheiro, replicando este e-mail aos seus contatos e solicitando que enviem e-mails de repúdio ao gerente de relações trabalhista e sindicais da Renault ( marino.r.rodilha@renault.com), para que saiba da união e da força que tem quem realmente move este país, a froça que tem as mãos de quem trabalha.

Companheiros, juntos nessa luta, seremos vencedores.

Obrigado pelo apoio de todos.

Robson Jamaica

Contato 55 41 3283 3992

Enviada por Robson Jamaica, às 12:52 23/01/2008, de Curitiba, PR


Brasileiro é infectado por febre amarela em hospital!!!
Graças à Rede Globo...
Camaradas e Amigos,

Estava internado no Hospital Português para tratar da minha cardiopatia quando fui infectado com o vírus da febre amarela.

Um absurdo!

Sabem como adquiri o vírus?

Pasmem!

Me contaminei assistindo o noticiário da TV Globo. Fiquei com febre amarela pela telinha da TV Globo.

Meus camaradas! Levantem-se!

A Rede Globo passou do limite da manipulação da informação. Sua campanha está deixando a população de algumas regiões do País em pânico. Tem gente em Goiás que se vacinou duas vezes na mesma semana e teve choque anafilático. Isso é crime! A Globo está fabricando calamidade!

Isto é liberdade de expressão? Pode?

Vamos dar um basta nesta brincadeira antes que seja tarde!

Como a TV Globo está exagerando muito, por exemplo: passou três dias anunciando que aumentou para 5 o número de mortes por febre amarela, fica vulnerável à desmoralização.

E o carnaval é uma boa ocasião para o escárnio. Proponho um bloco da febre amarela, todo mundo pintado de amarelo, vestido de amarelo cantando uma adaptação daquela marchinha que foi propaganda das casas José Araújo há dez anos atrás:

Davanira! É ela
Você pode pegar febre amarela
Toda vez que você liga a TV
A rede globo vai picar você com ela

Vamos a luta! É guerra ideológica pura

Carlúcio Castanha

Nota da Redação: "Misteriosamente" toda a "grande" imprensa se cala, assim como se calou em 1996 (auge do fernandismo tucano e da vassalgem da imprensa para com governo) para os mais de 80 casos de contaminação por febre amarela em um ano, o maior surto ocorrido no país nos últimos 15 anos...
Enviada por Carlúcio Castanha, às 14:37 19/01/2008, de Recife, PE


Paranaenses promovem seminário para organizar Marcha Mundial das Mulheres
Compreendemos que a luta por um Brasil sem desigualdade de gênero, classe, geração e etnia não pode parar

Por isso buscamos apoio financeiro para garantir a continuidade desse processo histórico de transformação e realizar o 2º Seminário de Organização e Formação da Marcha Mundial das Mulheres do Estado do Paraná que acontecerá entre os dias 16 e 17 de fevereiro de 2008.

Buscamos dar visibilidade ao protagonismo das mulheres, à sua participação e à luta feminina na cidade e no campo, com o objetivo de ampliar a discussão de gênero, fortalecer a organização das mulheres, contribuir com o debate a respeito dos caminhos para o enfrentamento dos problemas, avaliar os avanços dos últimos anos, debater e discutir saúde da mulher, os direitos da mulher.

2º SEMINÁRIO DE ORGANIZAÇÃO E FORMAÇÃO DA MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES-PR

Data: 16 e 17/02/2008

Local : CEPAT - Centro de Pesquisa e Apoio aos Trabalhadores/Casa do Trabalhador
Rua João Batista Gabardo, 151 - Sítio Cercado, Curitiba, PR

ATENÇÃO!!!

-Este seminário tem limite de vagas, que é de 70 mulheres, para que possamos melhor trabalhar os eixos propostos. Para tanto pedimos que sejam feitas às inscrições com antecedência, até o dia 11/02/2008

-Lembrando as companheiras, que virão do interior, para que marque as passagens de retorno após as 18:00h

Clique aqui para baixar sua ficha de inscrição com a programação completa da atividade.

"NADA CAUSA MAIS HORROR A ORDEM DO QUE MULHERES QUE LUTAM E SONHAM"

Enviada por Alessandra Claudia de Oliveria, às 21:12 17/01/2008, de Curitiba, PR


Estamos de casa nova!
Companheir@s,

A página de TIE-Brasil na internet está de casa nova. Mudamos servidores de hospedagem de nosso sítio para facilitar, agilizar e melhorar o acesso de nossos leitores e amigos, assim como, para aumentar a segurança e estabilidade do sistema.

Como em toda mudança, sempre fica alguma coisa fora do lugar ou a gente fica procurando um lugar melhor para alocá-las. Então, alguns probleminhas poderão ser detectado nos próximos dias, mas esperamos resolver tudo no mais curto espaço de tempo possível.

Alguns problemas serão solucionados em até tres dias. São aqueles que não dependem da gente e sim dos servidores de nomes internacionais, os chamados DNS que localizam as páginas pelo mundo afora. Se a página inicial de tie-brasil.org tiver as (já manjadas) barras laterais azuis, significa que o servidor de DNS usado já encontrou a página nova. Se as barrinhas ainda estiverem verdes significa que o servidor DNS ainda não está atualizado. Infelizmente esta é uma correção que nem nós nem vocês podem fazer. É só aguardar.

Caso vocês recebam mensagens repetidas ou fiquem muito tempo sem receber novidades de nosso sítio por favor avisem-nos pelo e-mail tie@tie-brasil.org.

Esperamos que esta mudança facilite a vida de todos nós.

Agradecemos a compreensão!
Enviada por Sergio Bertoni, às 22:22 10/01/2008, de Curitiba, PR


Argentina: Dana demite e Trabalhadores paralisam atividades
Reincorporación YA de los Trabajadores Despedidos de DANA!!!

Crecimiento Económico sin Despidos!!!

Los trabajadores de la autopartista DANA SPICER, nucleados en el sindicato de mecánicos (SMATA) hemos conformado una Asamblea Permanente en puerta de fabrica, ya que la empresa envió hasta el momento más de 20 despidos sin causa, siendo posible que aumente la cantidad de compañeros afectados.

En un momento en que toda la industria automotriz y autopartista están con picos de producción y contratando más personal, la empresa DANA está llevando a cabo despidos masivos, alegando supuestas razones de reestructuración que son absolutamente falsas y no tienen ningún tipo de relación con la situación de la planta.

Estos despidos son parte de la continua política antisindical que la empresa ha emprendido contra la organización gremial que hemos conformado los trabajadores en el lugar de trabajo.

Esta ha sido la respuesta de la empresa, frente a nuestro reclamo por condiciones saludables de trabajo ante la utilización generalizada de materiales cancerigenos en la planta, hecho que le ha costado la salud y la vida no sólo de los trabajadores sino de los vecinos de la zona.

Con esta medida represiva, dirigida particularmente hacia los delegados y los trabajadores que han reclamado activamente el cumplimiento de la legislación vigente, la empresa busca evitar que salgan a la luz las gravísimas irregularidades en materia de higiene y seguridad existentes en la fábrica. La empresa busca erradicar de esta manera cualquier tipo de reclamo obrero, con lo que pretende volver a instaurar los despidos que los trabajadores logramos frenar por más de 7 años.

De esta forma los trabajadores de DANA SPICER, pedimos algo sumamente sencillo:

- Reincorporación de los trabajadores despedidos!!!
- Fin a la persecución y discriminación sindical!!!
- Condiciones seguras y saludables de trabajo!!!

Por esto nuestro lema es:

TOCAN A UNO – TOCAN A TODOS!!!

TRABAJADORES DE DANA SPYCER - Ruta 8 al km36500 (Grand Bourg)

Agradecemos que nos envíen vuestra solidaridad a:

solidaridadcondespedidosdana@yahoo.com.ar Con copia a:

Ministerio de Trabajo: ctomada@trabajo.gov.ar

Dana Argentina: hola@dana.com

Responsable de Relaciones Institucionales –Dana EE.UU.-: chuck.hartlage@dana.com
Enviada por Daniel Ximenes y Federico Vocos, às 23:08 09/01/2008, de Buenos Aires, Argentina


Brasil: Renault discrimina Trabalhadores
2008 parece não ter começado na Renault do Brasil, pois os velhos problemas de desrespeito a dignidade do trabalhador parece que vai ser o foco para a direção do Brasil.

Os trabalhadores ao retornarem dos 20 dias de férias no dia 07/01/2008, forma recebidos como BANDIDOS pela segurança patrimonial na Renault do Brasil e tratados discriminadamente. Os seguranças fizeram barreiras com cones, estavam utilizando detector de metal e abordavam os trabalhadores sem o mínimo de urbanidade ou civilidade, tratando os trabalhadores pior do que são tratados os bandidos nos presídios federais. O pior não é o fato da revista em si, mas a discriminação ao fazer a revista somente nos trabalhadores da produção enquanto que gerentes e supervisores de produção não eram submetidos à mesma. Porque esta discriminação???

Diante do desrespeito por parte da Renault do Brasil, a delegação sindical organizou um protesto com a paralisação da produção e solicitando que o presidente Sr. Jeromê Sttol, fizesse um pedido de desculpas aos trabalhadores. Fomos informados pelo Sr. Marino Rodilha (Gerente de Relações Sindicais), que o Sr. Stoll não tinha interesse e não iria conversar com a delegação sindical. Palavras do Sr. Rodilha; “Esse não é um problema que necessite da presença do presidente, ele não virá falar com vocês”.

No dia 08/01/2008, por volta das 14:30 a delegação sindical foi chamada na sala do Sr. Rodilha onde receberam uma suspensão de 3 dias. Segundo Sr. Rodilha a direção avaliou como uma atitude exacerbada a paralisação da produção e orientada pelo departamento jurídico, optou por suspender os representantes dos trabalhadores que estavam presentes no protesto.

Com essa atitude a direção da Renault no Brasil se mostra incompetente para resolver problemas e manter um diálogo amigável com os sindicalistas que representam os trabalhadores, descumprindo a Declaração dos Direitos Sociais e Fundamentais, o direito a liberdade sindical, o direito de o trabalhador ser tratado com civilidade.

Senhores, diante de tamanho desrespeito, tanto por parte da direção da Renault, como também da Presidência da Renault no Brasil, não resta à delegação sindical alternativa que não protestar, fazer ecoar a voz dos trabalhadores oprimidos e solicitar que o CGR envie o mais breve possível uma delegação para que possamos humanizar as relações entre a direção e os trabalhadores.

Lembramos que não é esta a primeira vez que solicitamos do CGR uma delegação pra nos auxiliar, pois a cada dia aumenta o desrespeito não só pela delegação sindical, mas também pela Declaração dos Direitos Sociais e Fundamentais.
Enviada por Robson Jamaica, às 23:02 09/01/2008, de Curitiba, PR


DEMo defende banqueiros
O ex-PFL, ex-Arena (partido de apoio da ditadura militar) e atual DEMo entrou como uma ação de inconstitucionalidade contra as mudanças nas regras de cobrança da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) do Bancos.

Muito coerente da parte deste partido que sempre defendeu os interesses dos mais fortes e das forças que sempre oprimem e exploram o povo brasileiro. Eles estão defendendo seu interesse de classe, assim como os Trabalahdores também devem fazer defendendo-se contra as sacanagens patronais e governamentais.

O DEM que nunca disfarçou muito suas preferencias as escancara de vez. E isso é bom. Trabalhador agora sabe definitivamente que este é um partido contra seus interesses.

A juíza Ellen Grace, que demora séculos para abrir processos contra os contraventores, deu 10 dias para o Governo Federal responder e se explicar.

O governo só não leva essa se não quiser. A Lei de Responsabilidade Fiscal está a seu favor. Se para criar um novo ítem de gasto, executivo, legislativo e judiciário tem de indicar as fontes de onde sairão os recursos. Então, para eliminar um imposto ou uma fonte de arrecadação do Estado, os parlamentares também precisam indicar onde serão os cortes e cortar no próprio bolso.

Como o fim da CPMF o governo procura se manter dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal. Irresponsável foi o Senado. Eles é que precisam dizer porque fizeram o que fizeram. Pergunte a eles dona Ellen Grace!!!
Enviada por Sérgio Bertoni, às 22:09 09/01/2008, de Curitiba, PR


>>
Próximos eventos

Clique aqui para ver mais notícias.